Trabalhadores da construção civil de Petrolina têm nova diretoria

Depois de ter firmado Termo de Ajuste de Conduta (TAC) com o Ministério Público do Trabalho (MPT), o Sindicato Profissional dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil e Mobiliário de Petrolina realizou, no último dia 2, eleição para a escolha da nova diretoria sindical. Com 363 votos, a Chapa 3, presidida por José Valmir Ferreira, representando uma das oposições, foi a vencedora e exercerá o mandato no próximo triênio (2015-2017). A posse aconteceu nesta segunda-feira (8).

Procuradores apresentam o projeto MPT na Escola na Alepe

Nesta quinta-feira (4), foi apresentado na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) o projeto MPT na Escola – De mãos dadas contra o trabalho infantil, uma iniciativa do Ministério Público do Trabalho (MPT). A divulgação do projeto atendeu a requerimento do deputado Rodrigo Novaes. Criado em 2009, o projeto está sob responsabilidade da Coordenadoria Nacional de Combate à Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente (Coordinfância) do MPT.

Procurador do Trabalho ministra aula sobre trabalho infantil e conta com goleiro Magrão

Na tarde da última quarta-feira (5), o procurador do Trabalho Leonardo Osório Mendonça ministrou aula sobre a exploração do trabalho infantil a alunos do Colégio Marista São Luís. O evento faz parte das ações do Ministério Público do Trabalho na campanha Trabalho infantil não é legal. Não “compre”!, e teve como um dos destaques a presença do goleiro do Sport Club do Recife, Magrão.

Unidade do MPT no Recife não funciona nesta segunda-feira

Em função do feriado municipal no Recife (Lei n 9.777/67), ocasião em que se comemora o Dia de Nossa Senhora da Conceição, na próxima segunda-feira (8), não haverá expediente na unidade do Ministério Público do Trabalho (MPT) na capital pernambucana. No âmbito do MPT, o feriado está displinado pela portaria 105, de dezembro de 2013, do procurador-chefe, José Laízio Pinto Júnior.

Mediação do MPT estabelece liberação de pagamento de funcionários da Rima

Em audiência na tarde desta terça-feira (2), o Ministério Público do Trabalho (MPT) confirmou a liberação de R$ 1,6 milhão em favor dos funcionários da Rima Segurança, que prestam serviço de vigilância para a Secretaria de Saúde do Estado. A empresa tem até quinta-feira (4), no mais tardar, para efetuar o pagamento dos salários de outubro, do vale alimentação de novembro e do vale transporte de novembro e dezembro, além das férias de outubro. Além do MPT, a audiência contou com a presença de trabalhadores do setor, representantes da empresa e do governo.